RSS

Arquivo da Categoria: Poesia

Imagem

Semana da Leitura 2014

Semana da Leitura 2014

 

Ondina Santos em Aljezur

Hoje fomos ao auditório da nossa escola conversar com a escritora Ondina Santos que nos mostrou e leu alguns dos seus livros.

Ondina falou-nos igualmente de outros escritores portugueses que a ajudaram a ganhar o gosto pela escrita, autores que nós conhecemos como Fernando Pessoa e Luísa Ducla Soares.

Em todos os livros da Ondina havia muitas rimas, muitas personagens divertidas e nós próprios participámos nas histórias e nos poemas, fazendo coro com a autora que também canta muito bem.

 

Os nosso poetas de palmo e meio

Se eu fosse um boneco de neve

e conhecesse uma criança perdida

o que eu fazia

era dar o meu cachecol

para ele não ter frio;

o meu nariz

para fazer sopa;

a neve para a água;

os meus botões, que são de carvão,

para fazer fogo

e os meus braços para mexer a sopa.

Depois o menino já não tem frio

e também não tem fome.

(poema de Alina Schneider, 7 anos, 2º ano)

 

 
 

Recital de Poesia

Este slideshow necessita de JavaScript.

Comemorou-se pelo 2º ano consecutivo o Dia da Poesia com um recital por alunos e professores da escola E.B. I / J.I de Aljezur.

Mais uma vez se verificou uma grande adesão dos vários públicos da escola: alunos do pré escolar ao 3º ciclo, muitos professores e, pela primeira vez este ano, participaram igualmente Assistentes Operacionais e encarregados de educação.

Houve poemas brincalhões, sérios, dedicatórias, histórias em poema, poemas históricos, em canção e poemas de tradição, autores consagrados, portugueses e estrangeiros, poetas da terra e da casa (por miúdos e graúdos).

Houve que lesse, quem declamasse, quem cantasse, quem os dissesse de cor. Houve quem os representasse, quem os sussurrasse, quem os gritasse aos 4 ventos.

Poemas para ouvir, para rir,  para sentir, para repetir. Poemas para ver, para ler, para pensar e para cantar em partilha.

Obrigado a todos! Para o ano há mais!

 

21 Março

 

 

Um poema por dia…

Mal nos conhecemos

Inauguramos a palavra amor!

“Amor”é a felicidade

De olhar no olhar

E estar apaixonado.

Um coração apertado que se mostra

Um sentimento pronto a brotar

No nosso peito!

“Amor”(inquietante!)

“Amor” é estar feliz

“Amor” é não pensar no que se diz!

Não ter calma na alma

Sonhar acordado, estar alienado!

“Amor” é uma constante!

“Amor” é irracional

É um sentimento feliz

Um estar presente, um fogo interior.

“Amor” vai ser, é já  ter o coração em festa!

Bernardo Miguel

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 4 de Março de 2011 em Poesia, Trabalhos dos alunos

 

Um poema por dia…

Mal nos conhecemos

Inaugurámos a palavra tristeza!

 

“Tristeza” é o nosso mundo

A cair aos bocados,

Uma lágrima a passear

Pela nossa cara murcha,

Que precisa de ser regada

Pela felicidade!

 

“Tristeza” (lembrem-se, não dura)

“Tristeza” é o contrário de alegria

“Tristeza” é a chave

Para abrir a caixa

Das lágrimas

“Tristeza” é o sentimento verdadeiro.

 

“Tristeza”, é a alegria derrotada!

“Tristeza” é o nosso mundo

A ser transformado

Num sítio sem vida

Pois quem o criou está a murchar

“Tristeza” vai ser, é já  uma boa altura para reunir os amigos!

 

Alexandra Furtado

 

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 3 de Março de 2011 em Poesia, Trabalhos dos alunos