RSS

Arquivo da Categoria: Destaque

Sugestão da semana: Tristão e Isolda

Título – Tristão e Isolda
Autor – anónimo (aqui numa versão de Joseph Bédier)
Editora – Biblok
189 páginas

A história é simples: o rei Marcos precisa de casar e o seu sobrinho Tristão está encarregue da tarefa de buscar a noiva para o seu casamento. De volta de terras distantes com a jovem que seria desposada pelo rei, Tristão e Isolda, a futura esposa de seu tio, tomam uma bebida mágica preparada pela mãe de Isolda, uma espécie de feiticeira à moda medieval. A partir deste momento eles apaixonam-se perdidadamente. Fiel ao seu tio, o rei da Cornualha, e, contudo, apaixonado pela mulher que lhe está destinada, há na natureza de Tristão tanto de lealdade como de astúcia e até o impossível acontece, num caminho entre duas almas que se amam, mas que, próximos ou distantes, nunca poderão ser felizes.
É o clássico romance de cavalaria, com o seu protagonista nobre, forte e astuto contra todos os obstáculos que o afastam da conquista do coração da sua dama. A história do cavaleiro Tristão e de como o seu amor por Isolda viria a ser a base de muitas desventuras – e a perda de ambos.

Anúncios
 

Sugestão da semana: Quebra-Nozes

Fevereiro é o mês do Carnaval e o mês do Amor. Porque não assinalar as histórias de amor de sempre? As grandes (até porque todas as histórias de amor são grandes) e as pequenas (só se for em formato físico e para os mais pequenos).

Esta semana, em destaque, um clássico de Hoffmann, um conto do séc. XIX, já adaptado por Tchaikovsky ao bailado :

” O QUEBRA-NOZES”

ilustrada e adaptada por Lisbeth Zwerger

edição da Ambar

resumo:  O Quebra-nozes que Marie recebeu no Natal não é muito bonito, mas é o presente preferido da menina. E, quando o padrinho lhe conta a história dessa personagem mágica, o seu encanto não pára de crescer: na realidade, o Quebra-nozes é, nada mais nada menos que um príncipe enfeitiçado que, durante a noite, irá travar um aceso combate contra o terrível Rei dos ratos. Será o amor de Marie suficiente para quebrar o sortilégio?

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 8 de Fevereiro de 2012 em Destaque, sugestões de leitura

 
Imagem

“Educar pelas Imagens” – Dia 26 em Aljezur

Entre os próximos dias 23 a 27 de janeiro, a Rede Interconcelhia de Bibliotecas Terras do Infante (RIBTI) vai levar a cabo a realização do projeto “Educar pelas Imagens”.

Os principais objetivos desta iniciativa são sensibilizar para a responsabilidade social; orientar para o desenvolvimento sustentável; estimular o sentido crítico, a perceção sobre a economia do consumo, a capacidade de solucionar problemas e a criatividade.

Assim, no âmbito deste projeto, organizado pela Grupo de Bibliotecas Escolares das Terras do Infante (Aljezur, Lagos e Vila do Bispo) está previsto decorrerem vários ateliers temáticos para cada nível de escolaridade: “ECOlândia” para o ensino pré-escolar e 1º Ciclo; “(In)dispensável” para os 2º e 3ºs Ciclos e “A História das Coisas” dirigido aos estudantes do secundário.

Para mais informações e inscrições os interessados deverão contactar o professor bibliotecário.

Dia 23 | Biblioteca Escolar da Escola Secundária Júlio Dantas – Lagos (alunos da Secundária Júlio Dantas e Secundária Gil Eanes);

Dias 24 e 25 | Biblioteca Municipal de Lagos – Lagos (dia 24 – alunos das EB 2,3 e dia 25 – alunos do Pré-Escolar e 1º Ciclo do EB);

Dia 26 | Biblioteca Escolar da Escola Integrada de Aljezur (crianças do Pré-Escolar e alunos do 1º ao 3º ciclo do EB);

Dia 27 | Biblioteca Escolar da EB 2,3 da Vila do Bispo (crianças do Pré-Escolar e alunos do 1º ao 3º Ciclo do EB).

Caption (optional)

 
 

O Principezinho

Os alunos do 8ºA, também interagem no Projecto Individual de Leitura (PIL), no qual a aluna Daniela Gonçalves leu “O Principezinho”.

Antoine de Saint-Exupéry publicou pela primeira vez «O Principezinho» em 1943, quando recuperava de ferimentos de guerra em Nova Iorque, um ano antes do seu avião Lockheed P-38 ter sido dado como desaparecido sobre o Mar Mediterrâneo, durante uma missão de reconhecimento. Mais de meio século depois, a sua fábula sobre o amor e a solidão não perdeu nenhuma da sua força, muito pelo contrário: este livro que se transformou numa das obras mais amadas e admiradas do nosso tempo, é na verdade de alcance intemporal, podendo ser inspirador para leitores de todas as idades e de todas as culturas.

O narrador da obra é um piloto com um avião avariado no deserto do Sahara, que, tenta desesperadamente, reparar os danos causados no seu aparelho. Um belo dia
os seus esforços são interrompidos devido à aparição de um pequeno príncipe, que lhe pede que desenhe uma ovelha. Perante um domínio tão misterioso, o piloto não se atreveu a desobedecer e, por muito absurdo que pareça – a mais de mil milhas das próximas regiões habitadas e correndo perigo de vida – pegou num pedaço de papel e numa caneta e fez o que o principezinho tinha pedido. E assim tem início um diálogo que expande a imaginação do narrador para todo o género de infantis e surpreendentes direcções. «O Principezinho» conta a sua viagem de planeta em planeta, cada um sendo um pequeno mundo povoado com um único adulto. Esta maravilhosa sequência criativa evoca não apenas os grandes contos de fadas de todos os tempos, como também o extravagante «Cidades Invisíveis» de Ítalo Calvino. Uma história terna que apresenta uma exposição sentida sobre a tristeza e a solidão, dotada de uma filosofia ansiosa e poética, que revela
algumas reflexões sobre o que de facto são os valores da vida.

TITULO DIO LIVRO – O Principezinho

AUTOR – Antoine De Saint-Exupéry

EDITORA: Editorial Presença

 

Diário de Anne Frank

     Os alunos do 7ºano estiveram a desenvolver um Projecto Individual de Leitura (PIL), no qual tiveram que ler um livro, por período. A aluna, Isabel Francisco, do 7º B, leu o “Diário de Anne Frank”.

     Foi publicado pela primeira vez em 1947, por iniciativa do pai de Anne Frank, o Diário veio revelar ao mundo o que foi, durante dois longos anos, o dia-a-dia de uma adolescente condenada a uma voluntária auto-reclusão, para tentar escapar à sorte dos judeus que os alemães haviam começado a deportar para supostos «campos de trabalho». Tentativa sem final feliz. Em Agosto de 1944, todos aqueles que estavam escondidos no pequeno anexo secreto onde a jovem habitava foram presos. Após uma breve passagem por Westerbork e Auschwitz, Anne Frank acaba então por ir parar a Bergen-Belsen, onde vem a morrer em Março de 1945, a escassos dois meses do final da guerra na Europa. Traduzido em 67 línguas, este documento excepcional, de que a Livros do Brasil se orgulha de lançar agora a edição definitiva, vendeu já mais de 31 milhões de exemplares e é, seguramente, um dos livros mais lidos, discutidos e amados de toda a história do mundo. Importa enfim acrescentar que esta edição definitiva contém toda uma série de passos que haviam sido omitidos por decisão do pai, que não tinha querido que alguns comentários de Anne Frank relativos à mãe fossem divulgados. O resultado final é um retrato extraordinário de uma adolescente em busca da sua identidade, durante um dos mais trágicos períodos jamais vividos pela humanidade.

TITULO – Diário de Anne Frank

AUTOR – Anne Frank

EDITOR – Livros do Brasil

 

António Mota é o escritor de Abril

A Visão Júnior convida os alunos a fazer perguntas  a António Mota que será o autor escolhido pela revista para ser entrevistado em Abril. Tu também poderás participar Individualmente, a pares ou em grupo, envia as tuas perguntas até dia 2 de Março.

Os leitores e turmas devem enviar as perguntas que gostavam de ver respondidas pelo escritor do mês para escritoresjunior@impresa.pt .

Todos os meses serão seleccionadas as três perguntas mais originais e os seus autores (se tratar de um grupo ou turma, irá apenas um representante) farão pessoalmente uma entrevista ao escritor. A entrevista será realizada, sempre que possível, na sua casa ou no local onde costuma trabalhar e será publicada na nossa revista.

Outra forma de participação poderá ser através de vídeos com dramatizações, recontos e textos biobibliográficos, com o máximo de 800 caracteres, sobre o trabalho e vida do autor do mês. Estes trabalhos serão escolhidos e publicados aqui no site ( espreita).

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 25 de Fevereiro de 2011 em 2º e 3º ciclos, Autores, Desafio, Destaque, PNL

 

Os livros dos filmes – A Lenda de Despereaux

Despereaux Tilling é um ratinho  diferente dos restantes ratos. Vive apaixonado pela música, pelas histórias e por uma princesa humana.. e nesta condição é conduzido para fora do mundo dos ratos e é lançado no mundo das pessoas e no mundo subterraneo das ratazanas. Pelo caminho, ele descobre algumas coisas surpreendentes sobre si mesmo e sobre aqueles que o rodeiam. No final, Despereaux descobre que mesmo o ratinho mais pequeno pode ser corajoso e bem sucedido como qualquer cavaleiro andante.

Este livro da autoria de Kate Di Camillo, foi adaptado ao cinema de animação e está também na tua Biblioteca Escolar.

Não deixes de  ver e/ou ler as aventuras de Despereaux.

Vê o filme!

Lê o livro!

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 14 de Fevereiro de 2011 em 1º 2º e 3º ciclos, Destaque, Filmes, PNL